O QUE È A GENEALOGIA

 

Lorenzo Caratti di Valfrei escreveu no seu manual de genealogia que ”a genealogia é a ciência que controla e estuda os ligames de parentesco, de afinidade e relevância que existem entre as diversas pessoas”.

Portanto os geneálogos, primeiramente devem acertar a existência dos ligames genealógicos tramite uma pesquisa e estudo e sucessivamente devem classificar o nível de parentesco.

 

Nesta definição de genealogia existem três conceitos importantes que devem ser elucidados como segue:

 

1.Parentesco, o vinculo que aproxima os indivíduos entre eles entre gerações e descendência (Fig. 1).

 

 

2. Afinidade, o vinculo que une um sujeito (A) aos parentes do seu cônjuge (B) (Fig. 2).

 

 

3. Relevância, o vinculo que une um sujeito (A) a todas as pessoas que, embora não sendo nem parentes nem relacionadas, são genealogicamente ligadas (Fig. 3).

 

 

Dos três vínculos descritos acima, o único que apresenta o caráter consangüíneo é aquele de parentesco, por isso se afirma que o vinculo de parentesco é o mais genuíno e autêntico.

Os vínculos de afinidade e relevância são somente vínculos sociais, isso significa, que foram instituídos através de uniões, como os casamentos, e variam de sociedade a sociedade.

A pesquisa genealógica procura sempre de individuar os parentes, os afins e os relevantes de um determinado sujeito.

 

A genealogia è considerata uma ciência para todos os efeitos, com um tema de estudo e um método de investigação que lhe são próprios.

 

As representações das relações encontradas podem ser múltiplas, e por este motivo, não podem ser discutidas todas neste contexto. Abaixo como a título de exemplo,  é possível ver de duas espécies diferentes, e que as respectivas legendas, irão ajudar a compreender.

 

Ao final da pesquisa genealógica vai ser a minha responsabilidade apresentar as opções possíveis para o gráfico da construção de sua árvore genealógica.

 

A figura 4, abaixo, mostra um exemplo de tabela genealógica ascendente "quadrantes", limitada ao sexo masculino os antepassados dos avôs do sujeito A. A cada caixa, quadrado e círculo, ao final da pesquisa genealógica, será associado um número, de acordo com o método Sosa-Stradonitz, quee toda vez  identificará a pessoa através de uma ficha que contém breves informações biográficas.

 

Continuando mais embaixo, a figura 5 representa uma tábua genealógica clássica de uma família em ascendência vertical, isto é, partindo do patriarca até o sujeito A.

 

 

 

Fig. 5

Tábua genealógica clássica de uma família em ascendência vertical.

Ao lado, na figura 6, é representada uma tábua genealógica de 1600 de uma família feudal da província de Vicenza. Como se pode observar, o nome do patriarca aparece embaixo da letra maiúscula A e a tábua considera somente a linha masculina de descendência até chegar ao sujeito requerente.

(Foto publicada com a gentil permissão do Mons. Marangoni Antonio, diretor dos arquivos eclesiásticos da diocese de Vicenza)

Fig. 6

 

Fig. 1

O quadrado indica o sujeito masculino, já o circulo o feminino. As linhas verticais indicam as relações de parentesco no sentido ascendente (pai, avô, bisavô, etc.), respeito a “A”, no caso das horizontais da mesma geração (irmão, irmã, primo, etc.). Neste exemplo, o patriarca, é o avô do sujeito A. Ele tem também 03 primos (02 do sexo masculinos e 01 do sexo feminino) e 03 tios do sexo masculino.

Fig. 2

A linha reta que liga o quadrado com o círculo indica a união matrimonial.

Fig. 3

 

Fig. 4

Tábua genealogica ascedência por quadrantes.